. OBJETIVOS .

A composição nutricional da carne de borrego depende de vários fatores intrínsecos e extrínsecos ao animal, entre os quais se podem destacar pela sua influência: o genótipo, o modo de produção e o peso de abate. Para a obtenção de preparados cárneos com composição estandardizada a partir de carne de diferentes proveniências, deverá ser conhecida a composição média e variabilidade intrínseca das peças consideradas como matérias-primas para se poder efetuar um ajuste à composição final pretendida. Por outro lado, a composição dos produtos finais deverá ser objeto de estudo através de metodologias de superfície de respostas quer em termos de composição química quer das propriedades sensoriais determinantes na aceitação pelos consumidores, crianças e responsáveis pela sua alimentação.

Assim, como objetivos específicos pretende-se:

1

Avaliar os efeitos dos principais fatores de produção dos borregos na variabilidade da composição as peças cárneas que irão constituir a matéria-prima para os produtos a elaborar

2

Estudar a composição do produto final, nomeadamente a sua aceitação em termos de relação proteína/gordura ou o teor de gordura

3

Estudar o processo tecnológico por forma a obter-se produtos adequados para incorporar em caldos/sopas e grelhados sob a forma de bife de Hamburgo, atendendo à granulometria final da carne após preparação culinária e respetiva aceitação pelos consumidores

4

Avaliar a composição dos produtos finais face à variabilidade dos fatores de produção estudados

5

6

Obter informação nutricional relevante para caracterização dos produtos finais

Avaliar o período de vida útil comercial dos produtos finais

7

Estabelecer regras para garantir o cumprimento das especificações do produto e o cumprimento da legislação aplicável

. CONTACTOS .

LÍDER DO CONSÓRCIO: CONSULAI

Rua da Junqueira, 61 G - Piso 1

1300-307 Lisboa

Para mais informações: www.consulai.com

Projeto cofinanciado por:

Logotipos_Barra_PDR_PT2020_FEADER.png